ⒾⓂⓅⓄⓇⓉⒶⓃⓉⒺ

curso


No mercado de trabalho cada vez mais competitivo buscar qualificação é mais do que importante é uma questão de sobrevivencia e a Online Courses Review  pode ajuda-lo fornecendo os meios para adquirir as habilidades e conhecimentos necessarios para lhe dar uma vantagem competitiva ao procurar um emprego ou promoção.

Escolher o programa de licenciatura ou curso adequado para atender às suas necessidades pode ser um processo esmagador e demorado e a educação online para lhe trazer as melhores vantagens.

Fundada em 2014 a Online Courses Review sabe que os cursos on-line não são para todos, mas são uma ótima opção para aqueles que precisam acomodar horários ocupados de trabalho ou familiares, aqueles que não têm acesso ou recursos para uma sala de aula tradicional, ou simplesmente precisam aprender em seu próprio ritmo.

A Online Courses Review a fim de lhe fornecer uma ampla gama de interesses irá ajudá-lo no seu caminho para aprender novas habilidades e conhecimentos:

a) Massive Open Online Courses (MOOCs)uma maneira inovadora de oferecer educação gratuita ao mundo.

b) Os cursos de auto-guia e de desenvolvimento profissional são uma ótima opção para aqueles que procuram economizar dinheiro e potencialmente obter crédito ou certificação de desenvolvimento profissional, enquanto aprendem ao seu próprio ritmo.

c) Online College Degrees oferece uma educação abrangente e credenciada que irá ajudá-lo a adquirir habilidades e conhecimentos valiosos e permitir que você fortaleça suas credenciais.

Saiba mais acessando o site da Online Courses Review

anuncios

Os Banners são imagens gráficas de pequeno tamanho, geralmente em extensão .gif ou .jpg, muito usadas em propagandas para divulgações de sites na Internet. Um banner pode ter várias dimensões, sendo a mais conhecida a de 468x60 pixeis, mas com o avanço dos smartphones os formatos responsivos são os mais importantes.

Descrição & Tamanho
300 x 250
Os anunciantes tendem a ter mais anúncios disponíveis para esse tamanho, o que pode aumentar os ganhos quando os anúncios gráficos e de texto estão ativados. Apresenta um bom desempenho quando incorporado ao conteúdo de texto ou no final de artigos.
336 x 280
Assim como os  anúncios do tamanho 300x250,  quando os anúncios gráficos e de texto estão ativados, também apresenta um bom desempenho quando incorporado ao conteúdo de texto ou no final de artigos.
728x90
Conhecido como "cabeçalho". é ideal para ser colocado acima do conteúdo principal.
300 x 600
Esse formato (também chamado de "meia página"), proporciona um espaço maior para que os anunciantes passem sua mensagem e ofereçam aos usuários melhor envolvimento.  O tamanho de 300 x 600 é um dos tamanhos que mais crescem em termos de impressões, indicando uma tendência de que os editores estão oferecendo tamanhos de anúncio de maior impacto visual.
320 x 100
Também chamado de "banner grande para celular" é usado como alternativa aos tamanhos 320 x 50 e 300 x 250. Oferecem aos anunciantes o dobro da altura do "cabeçalho para celular" padrão.
320 x 50
Esse formato é um banner otimizado para celular, esses anúncios já provaram que funcionam bem como um formato de anúncio grande para smartphones, especialmente quando usados na parte inferior da página.
468 x 60
Esse formato de "banner" é um dos modelos padrões e  é uma das opções para substituir o cabeçalho de 728 x 90, contudo, anúncios gráficos disponíveis para esse tamanho geralmente são limitados.
234 x 60
Esse tamanho tende a não oferecer um desempenho tão bom quanto os outros, devido ao seu tamanho pequeno e à limitação no fornecimento de anúncios gráficos disponíveis.
120 x 600
O "arranha-céu" é ideal para espaços mais estreitos, no entanto, o fornecimento de anúncios gráficos disponíveis para esse tamanho de anúncio é menor do oferecidos pelo tamanho 160 x 600.
160 x 600
Os anunciantes tendem a ter mais anúncios disponíveis para esse tamanho, o que pode aumentar os ganhos quando os anúncios gráficos e de texto estão ativados. Melhor se usado nas barras laterais das páginas.
120 x 240
Apesar de caber em espaços pequenos, esse tamanho tende a não oferecer um desempenho tão bom quanto os outros devido ao seu tamanho pequeno e à limitação no fornecimento de anúncios gráficos disponíveis.
300 x 1050
Formato voltado para a marca que apresenta bom desempenho quando exibido de forma não invasiva ao lado do conteúdo, à esquerda ou à direita da página. Integra-se bem com o conteúdo e o layout da maioria dos sites e proporciona aos anunciantes a capacidade de criar conteúdo atraente e criativo nesse bloco de anúncios.
970 x 90
Esse formato de anúncio se expande para 970 x 415, enquanto desloca delicadamente todos os elementos da página para baixo. Ideal para exibir conteúdo em alta definição, como vídeos, fotos, animações e aplicativos. 
970 x 250
"Outdoor", formato  que apresenta bom desempenho quando exibido em uma posição premium na página, por exemplo, acima do conteúdo principal.
250 x 250
Esse formato é uma boa opção para espaços menores que não acomodam os retângulos maiores. 
200 x 200
Esse formato é uma outra opção para espaços menores. 
180 x 150
Esse tamanho tende a não oferecer um desempenho tão bom quanto os outrosdevido ao seu tamanho pequeno e à limitação no fornecimento de anúncios gráficos.
125 x 125
O "botão como é conhecido é ideal para fazer troca de banners ou parcerias.
240 x 400
É o tamanho mais comum na Rússia.
980 x 120
Conhecido como "panorama" é o tamanho mais comum na Suécia e na Finlândia. Apresenta bom desempenho quando posicionado acima do conteúdo principal.
250 x 360
"widescreen triplo", segundo tamanho mais popular na Suécia, apresenta bom desempenho quando posicionado junto às barras laterais das páginas da Web.
930 x 180
"Banner superior", muito popular na Dinamarca, apresenta bom desempenho quando colocado acima do conteúdo.
580 x 400
"Netboard", tipo de anúncio muito popular na Noruega, com bom desempenho quando incorporado ao conteúdo.
750 x 100
"Outdoor", popular na Polônia, tem bom desempenho em campanhas de publicidade de resposta direta.
750 x 200
"Outdoor duplo", também muito popular na Polônia quando colocado acima ou logo abaixo do menu do site tem bom desempenho
750 x 300
"Outdoor triplo" é o erceiro tamanho mais popular na Polônia, usado como alternativa ao "outdoor duplo".
Fonte Google

existencialismo

O existencialismo de Sartre é um projeto ambicioso: a interpretação total do mundo, ancorada principalmente na fenomenologia de Husserl e em 'Ser e Tempo' de Heidegger, assim o existencialismo sartriano procura explicar todos os aspectos da experiência humana.
A maior parte deste projeto está sistematizada em seus dois grandes livros filosóficos:
  • "O ser e o nada"
  • "Crítica da razão dialética".

Os Amantes do Café Flore

ladf

1929, Sorbonne, Paris.
Simone de Beauvoir se apaixona por um carismático e rebelde jovem: Jean Paul-Sartre. Juntos, eles embarcam numa viagem erótica e emocional. Depois de vinte anos na profunda perversão, ela encontra forças para reivindicar sua própria identidade e fama.

[accordion] [item icon="fa fa-folder-open" title="Ficha Tecnica"]
Direção Ilan Duran Cohen
Roteiro Chantal Derudderas, Evelyne Pisier, Suna Sya
Produção
# Elenco
Anna Mouglalis
Lorànt Deutsch
Caroline Silhol
Kal Weber
Clémence Poésy
Julien Baumgartner
Sarah Stern
Musica
Grégoire Hetzel Fotografia
Christophe Graillot Edição
Hugues Orduna Estudio: Arte France, France 3, Fugitive Productions, Pampa Production, TV5 Monde
Distribuição:Pampa Production
Lançamento 2006
Duração 104min
IMDb [/item] [item icon="fa fa-video-camera" title="Assistir"] [/item] [item icon="fa fa-money" title="Pesquisar Preço"]
Produto Indisponivel
[/item] [/accordion]

O Em-si


De acordo a fenomenologia e o existencialismo, o mundo é povoado de seres Em-si, podemos entender um Em-si como qualquer objeto existente no mundo e que possui uma essência definida.
Uma caneta, por exemplo, é um objeto criado para suprir uma necessidade: a escrita.
Para criá-lo, parte-se de uma ideia que é concretizada e o objecto construído enquadra-se nessa essência prévia. Um ser Em-si não tem potencialidades nem consciência de si ou do mundo, ele apenas é. Os objetos do mundo apresentam-se à consciência humana através das suas manifestações físicas (fenômenos).


O Para-si


A consciência humana é um tipo diferente de ser, por possuir conhecimento a seu próprio respeito e a respeito do mundo é uma forma diferente de ser, chamada Para-si. É o Para-si que faz as relações temporais e funcionais entre os seres Em-si e ao fazer isso constrói um sentido para o mundo em que vive.
O Para-si não tem uma essência definida. Ele não é resultado de uma idéia pré-existente., como o existencialismo sartriano é ateu, ele não admite a existência de um criador que tenha predeterminado a essência e os fins de cada pessoa.
É preciso que o Para-si exista e durante essa existência ele define, a cada momento o que é sua essência, cada pessoa só tem como essência imutável, aquilo que já viveu, logo posso saber que o que fui se definiu por algumas características ou qualidades, bem como pelos atos que já realizei, mas tenho a liberdade de mudar minha vida deste momento em diante, nada me compele a manter esta essência, que só é conhecida em retrospecto.
Podemos afirmar que meu ser passado é um Em-si, possui uma essência conhecida, mas essa essência não é predeterminada ela só existe no passado por isso se diz no existencialismo que "a existência precede e governa a essência", por esta mesma razão cada Para-si tem a liberdade de fazer de si o que quiser.


A liberdade


Em decorrência disso, uma das afirmações mais conhecidas de Sartre é que o ser humano está condenado à liberdade, significando que cada pessoa pode a cada momento escolher o que fará de sua vida, sem que haja um destino previamente concebido, ao invés disso, as escolhas de cada um são direcionadas por projetos. Há vários tipos de projeto, como escrever um artigo na Wikipédia ou comprar uma casa, mas Sartre considerava que todas as pessoas são movidas por um projeto fundamental, o projeto de auto-realização, da transcendência. Todos temos o sonho de sermos pessoas que já realizaram todas as suas potencialidades, todos os projetos. Um ser que realizou tudo o que podia, esgota suas potencialidades, torna-se um Em-si. Isso pode acontecer, por exemplo quando morremos. Nesse momento a consciência deixa de existir e nos tornamos um ser de essência conhecida, completo e acabado. Mas a morte é uma contingência, algo que acontece sem que possamos evitar e impede a concretização de nossos projetos. Não é a morte a transcendência desejada. Sartre nos diz que o projeto fundamental é tornar-se um ser que já realizou tudo, mas preserva sua consciência, um ser Em-si-Para-si. Tal ser corresponde à noção que temos de Deus, um ser completo, sem limitações e com todas as suas potencialidades já realizadas, mas ainda consciente de si e do mundo. Em outras palavras, para Sartre, o homem é um ser que "projeta tornar-se Deus". A liberdade é que torna possível escolher dentre todas as alternativas possíveis, aquela que vai nos levar a um caminho mais curto em direção ao projeto fundamental. Obviamente as pessoas estão sujeitas a limitações e contingências. Ela não pode sobrepujar seu limite físico e escolher que a partir de agora pode voar, mas pode agir, apesar destas limitações. Sartre explica que isso não diminui a liberdade. Pelo contrário, são as limitações que tornam a liberdade possível, pois se pudéssemos realizar instantaneamente qualquer coisa que quiséssemos, nós estaríamos no universo do sonho. No mundo real, são as limitações que me impõem escolhas. Mesmo um homem preso a uma cama pode ter a liberdade de querer se curar e andar. Esta é, para Sartre, a verdadeira liberdade da qual nenhum homem pode escapar: "não é a liberdade de realização, mas a liberdade de eleição". O importante não é o que o mundo faz de você, mas o que você faz com o que o mundo fez de você.


A responsabilidade


Cada escolha carrega consigo uma responsabilidade. Se escolho ir a algum lugar, falar alguma coisa, escrever um artigo, tenho que ter consciência de que qualquer conseqüência desses atos terá sido resultado de minha própria escolha. E cada escolha ao ser posta em ação provoca mudanças no mundo que não podem ser desfeitas. Não posso, segundo o existencialismo, atribuir a responsabilidade por estes atos a nenhuma força externa, ao destino ou a Deus. Em cada momento, diante de cada escolha que faço, torno-me responsável não só por mim, mas por toda a humanidade. E faço isso por minha própria escolha, para que o mundo se torne mais como eu o projetei. Eis a essência da responsabilidade segundo os existencialistas: eu, por minha vontade e escolha ajo no mundo e afeto o mundo todo. É uma responsabilidade da qual não podemos fugir.


A angústia


A responsabilidade por todo o mundo é um fardo pesado para qualquer pessoa. Saber que tudo o que é e será é resultado de suas escolhas e que estas escolhas podem afetar de maneira irreparável o próprio mundo em que vivemos gera angústia existencial, pois existe a cada momento o receio de fazer escolhas de que possamos nos arrepender. É muito mais fácil acreditar que existe um plano, um propósito no universo e que nossos atos são guiados por uma mão invisível em direção a esse propósito. Neste caso, meus atos não seriam responsabilidade minha, mas apenas o meu papel em um roteiro maior. Mas Sartre nos dá mais um de seus conceitos em oposição a essa crença: Não há um propósito ou um destino universal. E o homem diante desta constatação se desalenta. O desalento é a constatação de que nada fora de nós define nosso próprio futuro. Apenas nossa liberdade.


A má-fé


Segundo Sartre, a má-fé é uma defesa contra a angústia e o desalento, mas uma defesa equivocada. Pela má-fé renunciamos à nossa própria liberdade, fazendo escolhas que nos afastam do projeto fundamental e atribuindo conformadamente estas escolhas a fatores externos, ao destino, a Deus, aos astros, a um plano universal. Sartre também considerava a idéia freudiana de inconsciente como um exemplo de má-fé. Ma-fé, no existencialismo, não é mentir para outras pessoas, mas mentir para si mesmo e permitir-se fugir de sua própria auto-determinação.


O outro


As outras pessoas são fontes permanentes de contingências. Todas as escolhas de uma pessoa levam à transformação do mundo para que ele se adapte ao seu projeto. Mas cada pessoa tem um projeto diferente e isso faz com que as pessoas entrem em conflito sempre que os projetos se sobrepõem. Mas Sartre não defende, como muitos pensam, o solipsismo. O homem por si só não pode se conhecer em sua totalidade. Só através dos olhos de outras pessoas é que alguém consegue se ver como parte do mundo. Sem a convivência, uma pessoa não pode se perceber por inteiro. "O ser "Para-si só é Para-si através do outro", idéia que Sartre herdou de Hegel. Cada pessoa, embora não tenha acesso às consciências das outras pessoas, pode reconhecer neles o que têm de igual. E cada um precisa desse reconhecimento. Por mim mesmo não tenho acesso à minha essência, sou um eterno "tornar-me", um "vir-a-ser" que nunca se completa. Só através dos olhos dos outros posso ter acesso à minha própria essência, ainda que temporária. Só a convivência é capaz de me dar a certeza de que estou fazendo as escolhas que desejo. Daí vem a idéia de que "o inferno são os outros", ou seja, embora sejam eles que impossibilitem a concretização de meus projetos, colocando-se sempre no meu caminho, não posso evitar sua convivência. Sem eles o próprio projeto fundamental não faria sentido.


Sartre e Kant: convergências


Imannuel Kant afirma que o ser racional tem a causalidade na vontade da mesma maneira como nos irracionais é a necessidade natural. Iso porém não serve para demonstrar a essência da liberdade do ser racional. (Fundamentos da Metafísica dos Costumes, p. 101) Partindo da física mecânica onde a relação causa-conseqüência é dado universal, a vontade autônoma seria a causa e a liberdade, a conseqüência. Assim, a vontade está submetida à lei moral ou o imperativo categórico e desa forma Kant define sua máxima "age de modo qua a máxima de tua vontade possa valer sempre, ao mesmo tempo, como princípio de legislação universal" tornando o dever uma possibilbidade. Num hipotético diálogo entre Sartre e Kant, o pensador francês diria ser mera ilusão a natureza humana, pois o homem é projeto inacabado de si mesmo, inserido num mundo absurdo e fadado a uma condição intransponível: ser livre! Partindo disso, deve-se entender que o ser livre é condição universal humana e esta condição não resulta em outra coisa senão o querer, sujeito livre, almejar a liberdade de todos os homens (Existencialismo é um humanismo, p.25). desta forma, podemos verifiar uma convergência entre Kant e Sartre pois o primeiro identifica no dever a impulsão ao agir de acordo com a verdade e para o segundo, a liberdade impele à atitude responsável e autêntica. Ambos colocam o ser humano na condição de sujeitos que não podem agir em conformidade com a má-fé, seja pelo dever ou pela liberdade.


Críticas ao existencialismo sartriano


O existencialismo ateu de Sartre, por sua natureza avessa aos dogmas da igreja e da moral constituída, atraiu muitos grupos que viam na defesa da liberdade e da vida autêntica, um endosso à vida desregrada. Por razões semelhantes foi vista por muitos como uma filosofia nociva aos valores da sociedade e à manutenção da ordem. Seria uma filosofia contra a humanidade. Esta é uma das razões porque toda a obra de Sartre foi incluída no Index de obras proibidas pela Igreja Católica. Sartre responde a isso na conferência "O existencialismo é um humanismo" em que afirma que o existencialismo não pode ser refúgio para os que procuram o escândalo, a inconsequência e a desordem.

O movimento, segundo este texto, não defende o abandono da moral, mas a coloca em seu devido lugar: na responsabilidade individual de cada pessoa. O existencialismo prega uma moral laica em que nossas escolhas não são determinadas pelo medo da punição divina, mas pela consciência de nossa responsabilidade.


No meio acadêmico, o existencialismo foi criticado por tratar exclusivamente de questões ontológicas e por sua defesa da auto-determinação. O existencialismo seria uma filosofia excessivamente preocupada com o indivíduo, sem levar em conta os fatores sócio-econômicos, culturais e os movimentos históricos coletivos que, segundo o marxismo e o estruturalismo, determinam as escolhas e diminuem a liberdade individual. Em resposta a esta crítica, Sartre fez alterações ao seu sistema e escreveu "A crítica da razão dialética" como tentativa de compatibilizar o existencialismo ao marxismo. Dos dois tomos planejados, apenas o primeiro foi publicado em vida em 1960. O segundo tomo, inacabado, foi publicado postumamente. Neste texto, afirma que "o marxismo é a filosofia insuperável de nosso tempo" e admite que enquanto a humanidade estiver limitada por leis de mercado e pela busca da sobrevivência imediata, a liberdade individual não poderia ser totalmente alcançada.

Do ponto de vista filosófico e político o existencialismo foi superado, contudo, não se pode negar sua duradoura influência sobre os mais variados ramos do conhecimento humano. Por ser muito voltado à discussão de aspectos formadores da personalidade humana, o existencialismo exerceu influência na psicologia de Carl Rogers, Fritz Perls, R. D. Laing e Rollo May.

Na literatura, influenciou a poesia da Geração Beat, cujos maiores expoentes foram Jack Kerouack, Allen Ginsberg e William S. Burroughs, além dos dramaturgos do chamado Teatro do Absurdo. Através de suas contribuições à literatura, teatro e cinema, Sartre conseguiu inserir a filosofia na vida das pessoas comuns e esta continua a ser sua maior contribuição à cultura mundial.

grafico

Basta fazer uma pesquisa na web para ver que a maior parte dos posts recrimina o uso deste tipo de ferramenta ou artificio, contudo a ideia deste post não é validar ou discriminar, não é a principio fazer uma analise se vale a pena usar ou não, mas apenas uma visão geral do que se trata, a partir deste post vamos escrever uma serie de artigos sobre alguns destes sites que oferecem este serviço e como usa-los a seu favor de modo eficiente.

Auto surf é a troca de tráfego automática de sites anunciados em um navegador da web e em 2001, a Autohits.dk foi a primeira a usar um script PHP para troca de tráfego que eliminou a necessidade dos internautas clicarem manualmente em um link ou imagem para avançar para a próxima página na rotação.

As trocas de tráfego baseiam-se num conceito simples:
os membros de uma troca de tráfego veem os sites uns dos outros para ganhar créditos, esses créditos são aplicados  para visualizações na rotação, a finalidade das trocas do tráfego do auto surf é aumentar o tráfego do Web site.
A maioria dos intercâmbios auto surf são voltados para os membros livres, uma vez que os membros livres de surf é o que impulsiona o fluxo de tráfego e page views. O auto surfing permite que os membros promovam sites da sua escolha, de acordo com um sistema de créditos obtidos, esses créditos com uma relação predeterminada pelo proprietário do site do auto surf, determina que cada visualização de um membro vale créditos por exemplo:
2: 1 Surf Ratio significa que um membro ganha 1 visualização do site por cada 2 páginas visualizadas. 
Um membro pode promover seus próprios sites/páginas, bem como programas de afiliados, além disso, muitos sites de auto surf oferecem incentivos para recrutar novos membros, como bônus e uma porcentagem dos créditos que cada remessa faz.

Há também o auto surf de investimento, onde os membros pagam uma taxa para participar e/ou atualizar o nível de sua conta, esta taxa geralmente pode variar de alguns centavos a milhares de dólares, e o mínimo e o máximo é definido pelo operador do site.

Normalmente este tipo oferece uma comissão baseada no nível da conta do membro para visualizar um número mínimo de sites, por exemplo, por um período de 'X 'dias, todos os dias em que o membro visualiza os sites, gera uma taxa que será creditada e pode ser retirada do site, criando um incentivo para os membros construírem um down-line e ganharem comissões adicionais com base na quantidade de dinheiro que os membros referidos colocam ou ganham.

Vale lembram que o PayPal bloqueou a maioria das contas dos programas auto surf após o incidente 12DailyPro da empresa LifeClicks de propriedade de Charis Johnson que prometia um retorno de 12% diário por 12 dias; nos últimos estágios  do esquema fraudulento, conseguiu manter a confiança dos investidores, repetindo exaustivamente que a culpa e o fracasso se devia as outras empresas, grupos e indivíduos, incluindo estudantes e professores da Brigham Young University, StormPay , ABC4 News de Salt Lake City, Utah e até mesmo o governo dos Estados Unidos.

A maior controvérsia sobre programas de auto surfs são inerentemente estruturadas como esquemas de Ponzi,  uma forma de fraude semelhante em alguns aspectos a um esquema de pirâmide. Os auto surfs que não envolvem transações monetárias também podem ser considerados esquema de Ponzis se mais créditos são ganhos do que páginas vistas disponíveis; onde para os membros mais antigos são prometidos um certo número de acessos ao site que só podem ser cumpridos se novos membros se juntarem.

Devido ao precedente estabelecido por 12 Daily, há uma forte possibilidade de que a maioria dos auto surfs são esquemas Ponzi. Os esquemas Ponzi terminarão quando não forem encontrados novos investidores, e segue-se dai que os sites auto surf têm períodos de vida bastante curtos, existentes de uma semana a alguns anos dependendo da popularidade e dos "planos de investimento" oferecidos.

Por outro lado, auto surfs que exigem um investimento e prometem lucro, para não ser um esquema Ponzi, devem ter outras fontes de rendas para poderem saldar as altas percentagens que eles oferecem, mesmo assim a controvérsia continua porque muitas vezes eles não revelam suas fontes de renda e não são inscritas como empresas de investimento legitimo.

Portanto, o auto surf deve ser encarado não apenas como mais uma maneira de monetizar seu site ou mesmo conseguir um trafego maior, mas também como uma forma alternativa de você poder fazer uma pesquisa, buscar novas ideias, visualizar novas paginas, assim em vez de apenas ficar pesquisando/navegando nas paginas de busca seja do Google, Bing ou Yahoo, você aproveita para conhecer novos sites, blogs, aproveitando para ver novos layouts, outros conteúdos e mesmo garimpando ideias para repaginar sua pagina.

mmg

A vida em uma cidade pequena pode parecer monótona, sem atrativos com aquela imagem bucólica que por vezes nos parece entediante, mas, nada disso é verdade ou mesmo relevante.

Se por um lado faltam shoppings com suas praças de alimentação coloridas e sempre cheias, cinemas com sistemas de som de ultima geração, bares glamorosos da moda, boates com filas de espera na porta, tribos urbanas variadas, por outro, ainda existe a cortesia, o bom dia logo cedinho de um ilustre desconhecido, a falta de engarrafamento, o excesso de violência, o ar fresco, o canto dos pássaros vistos apenas em documentários e programas de TV.

Viver no interior é isso!

Em vez das luzes artificiais da metrópole, a luz natural do firmamento saturado de estrelas, estrelas estas que brilhavam no céu da infância, hoje guardada em velhos álbuns fotográficos.

Viver no interior é isso!

Aproveitar cada minuto como antes de termos duas realidades, a real e a virtual. É lembrar que ainda somos feitos de carne, ossos, músculos e sangue. Somos humanos e não uma seqüência binária dentro de um logaritmo que sonda nossos hábitos pela web ou nas redes sociais.

Nasci. Cresci. Trabalhei. Ri e chorei. Amei e por fim casei na cidade grande; agora morando entre as montanhas, em uma cidade muito menor reencontrei o fio da esperança, o tempo para namorar minha esposa, os momentos certos para ver de perto os passos que meu filho dá para tornar-se um homem.

A cidade grande foi parte de meu sonho, mas o que desejo agora é apenas aproveitar as horas entre o verde da montanha.

Posts by: Passe Digital

Robson Andrade Frias

{picture#https://lh4.googleusercontent.com/-yov9xaIO0dI/AAAAAAAAAAI/AAAAAAAAL7g/UtAfDci3YTY/s80-c/photo.jpg} Magazine digital de cultura pop e underground {facebook#https://pt-br.facebook.com/cultspot/} {twitter#https://twitter.com/cult_spot} {google#https://plus.google.com/+CultspotNetrededecultura} {pinterest#https://www.pinterest.com/cultspot/} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UC2K8LUOEYRUutwTS3Iom2VA} {instagram#https://www.instagram.com}
Tecnologia do Blogger.