O Último Rei da Escócia (AFdT)

Nossa Avaliação : 5.0 O médico recém-formado Nicholas Carrigan resolve se aventurar pelo mundo em busca de novas experiências. ...

Nossa Avaliação : 5.0

O médico recém-formado Nicholas Carrigan resolve se aventurar pelo mundo em busca de novas experiências. O destino escolhido é Uganda, país localizado na região central da África. Lá, o médico reside em uma pequena cidade, servindo o hospital principal. O presidente do país, Idi Amin, sofre uma pequena lesão nas mãos enquanto visita a cidade. Por acaso, o médico requisitado para socorre-lo é Carrigan, que acaba por prestar socorro ao presidente. A partir disso, Amin propõe a ele que se torne seu médico pessoal. Relutante, Nicholas aceita a proposta. Durante seu mandato, o médico se torna também seu amigo e conselheiro, participando de reuniões e representando o presidente em algumas ocasiões. Devido à algumas situações, ao decorrer do tempo Nicholas descobre que Amin não é quem parecia ser.
O governo de Amin ficou caracterizado por violações dos direitos humanos, repressão política, perseguição étnica, assassinatos, nepotismo, corrupção e má gestão econômica. O número de mortos durante seu regime ditatorial é estimado por observadores internacionais e grupos de direitos humanos como estando entre cem mil e quinhentos mil. Durante seus anos no poder, Amin deixou de ser um anticomunista com considerável apoio de Israel e passou a ser apoiado por Muammar al-Gaddafi, a União Soviética e a Alemanha Oriental.
Entre 1975 e 1976, ele foi o presidente da Organização da Unidade Africana, um grupo criado para promover a solidariedade entre as nações no continente. Entre 1977 e 1979, Uganda foi membro da Comissão das Nações Unidas para os Direitos Humanos. Em 1977, quando o Reino Unido rompeu relações diplomáticas com o país, Amin declarou que havia derrotado os britânicos, adicionando "CBE", de "Conquistador do Império Britânico", aos seus títulos. Seu título completo era "Sua Excelência Presidente Vitalício, Marechal de Campo Alhaji Dr. Idi Amin Dada, VC, DSO, MC, CBE".
Alistado no Exército britânico, inicialmente foi ajudante de cozinha do regimento britânico King's African Rifles. Impressionou com seu 1,90 metro de altura, e os seus 110 quilos, bem como a sua habilidade de boxeador, que o converteram em campeão da categoria pesos-pesados do seu país, entre 1951 a 1960.
Após a independência do país, em 1962, tornou-se chefe do Exército do presidente Milton Obote, pouco tempo depois  começaram as desavenças entre eles A popularidade de Amin entre os militares e o atentado contra a vida de Obote em 1969 fizeram que ambos se tornassem rivais.
Sabendo que o então presidente planejava prende-lo por supostamente desviar fundos das forças armadas, Idi Amin deu um golpe de estado com a ajuda do exército ugandense em 25 de janeiro de 1971, aproveitando-se do momento em que Obote estava fora do país, numa conferência de primeiros-ministros do Commonwealth em Cingapura
Em uma transmissão de rádio ao povo ugandense, Amin falou que ele era um soldado e não um político, e que ele libertaria todos os prisioneiros políticos e colocaria a economia do país em ordem novamente, no dia 2 de fevereiro, ele se declarou Comandante-em-chefe das forças armadas e presidente vitalício, impondo disciplina militar a seu gabinete e seus apoiadores em cargos proeminentes do seu governo.  Obote, que retornava da conferência, decidiu permanecer na Tanzânia após ter seu pedido de asilo aceito, e outros 20 mil soldados desertores e simpatizantes da oposição fugiram do país para o exílio em países vizinhos, como a Tanzânia, mas em retaliação, Idi Amin começou a expurgar oficiais de lealdade duvidosa do Exército, o que terminou com a morte de mais de 5 mil militares, além de intelectuais, artistas e políticos também começaram a serem presos sob suspeita de fazer oposição ao governo.
De temperamento megalômano, vingativo e violento, expulsou, em 1972, cerca de 60 mil asiáticos, descendentes de imigrantes do império britânico na Índia, dizendo que Deus lhe havia dito para transformar Uganda num país de homens negros. Asiáticos eram perseguidos, suas casas atacadas e suas empresas fechadas, foi um dos déspotas mais sanguinários da África, tendo sido denunciado dentro e fora do continente por matar dezenas de milhares de pessoas durante seu governo. Algumas estimativas dizem que o número ultrapassa as cem mil pessoas. Muitos ugandenses acusavam o ex-campeão de boxe de manter cabeças decepadas no frigorífico, de alimentar crocodilos com cadáveres, de ter desmembrado uma de suas esposas (Kay Adroa foi encontrada esquartejada dentro do porta-malas de um carro), de mutilar pessoas e deixa-las sangrar até morrer e manter prisioneiros enterrados em buracos fundos cheios de água gelada até morrerem lentamente de frio. Alguns diziam que praticava canibalismo.
Em janeiro de 1979, o presidente tanzâniano Nyerere mobilizou o exército de seu país e contra atacou, com o apoio de grupos dissidentes ugandenses como a Frente de Libertação Nacional de Uganda (UNLA). As forças de Amin recuaram frente a contraofensiva e, apesar do apoio militar vindo do ditador líbio, Muammar al-Gaddafi, ele foi obrigado a fugir do país em 11 de abril de 1979, após a queda da capital Kampala. Os ugandenses comemoraram nas ruas, carros do exército anunciavam com alto-falantes frases como "Volta à sanidade", "O ditador fascista está liquidado" e "Viva Nyrere".
Idi Amin fugiu para a Líbia, mas teve de procurar um novo refúgio quando Gaddafi o expulsou do país, indo em seguida para Arábia Saudita em nome da caridade islâmica, onde passou a viver até o fim de sua vida, acompanhado por suas quatro esposas e seus mais de 50 filhos.
Quando o seu estado de saúde se agravou, em julho, uma de suas quatro mulheres pediu para voltar a Uganda para morrer, mas o atual governo negou o pedido, sob o argumento que se retornasse ao país seria julgado pelas suas atrocidades.
Idi Amin Dada faleceu em 16 de agosto de 2003 sendo sepultado na cidade saudita de Jeddah, onde viveu a maior parte do tempo desde que foi deposto 1979.

Direção Kevin Macdonald
Produção Lisa Bryer, Andrea Calderwood, Charles Steel
Coprodução Ros Borland, Christine Ruppert
Produção executiva Andrew Macdonald, Allon Reich, Tessa Ross
Roteiro Peter Morgan e Jeremy Brock, baseado na obra de Giles Foden
Elenco
Forest Whitaker
James McAvoy
Kerry Washington
Idioma inglês, suaíli
Música Alex Heffes
Fotografia Anthony Dod Mantle
Estúdio FilmFour Productions
Distribuição Fox Searchlight Pictures
Lançamento 2006
Duração 122min
Orçamento US$ 6,000,000
Renda US$ 48,362,207
IMDb [lock] [/lock]
O Último Rei da Escócia (blu-ray)
Seduzido pelo carisma de Amin e cegado pela decadência, a vida dos sonhos de Garrigan torna-se um pesadelo de traição e loucura do qual não há fuga. Inspirado em pessoas e acontecimentos reais, esta história de grande impacto e cheia de suspense é repleta de interpretações inesquecíveis.
R$39,90 fnac.com.br

COMMENTS

Nome

ação,24,animação,1,arte,110,arte visual,35,Artistas,13,aventura,25,Berlim,6,Biografia,81,Cannes,7,CerimoniadoOscar,10,Cidadania,10,clássico,33,comédia,26,comportamento,7,culturapop,23,Desenhistas,17,Diretores,10,documentario,5,drama,142,Ecologia,1,Editorial,9,escritores,29,esporte,9,Festivais,7,ficção científica,9,Filme Estrangeiro,8,filmes,241,filosofos,6,Fotografia,10,Games,4,Gramado,16,guerra,11,light,19,livros,1,Melhor Ator,23,Melhor Ator Coadjuvante,27,Melhor Atriz,32,Melhor Atriz Coadjuvante,20,Melhor Diretor,39,Melhor Roteiro Adaptado,26,Melhor Roteiro Original,21,Montreal,11,musical,13,nacional,15,Oscar,131,Polêmicos,12,policial,29,Política,4,Poster,8,Premiados,178,romance,12,roteiristas,2,Sán Sebastian,5,saude,3,Signos,1,sociedade,2,Sundance,3,suspense,11,terror,3,TOP 100,35,Veneza,8,western,6,
ltr
item
CultSpot - Magazine Digital: O Último Rei da Escócia (AFdT)
O Último Rei da Escócia (AFdT)
https://2.bp.blogspot.com/-EN4TOsDn9Og/VKvSATzSVXI/AAAAAAAAGnY/7s-AHfeinms/s1600/O%2B%C3%9Altimo%2BRei%2Bda%2BEsc%C3%B3cia.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-EN4TOsDn9Og/VKvSATzSVXI/AAAAAAAAGnY/7s-AHfeinms/s72-c/O%2B%C3%9Altimo%2BRei%2Bda%2BEsc%C3%B3cia.jpg
CultSpot - Magazine Digital
https://www.cultspot.net/2015/01/o-ultimo-rei-da-escocia-afdt.html
https://www.cultspot.net/
https://www.cultspot.net/
https://www.cultspot.net/2015/01/o-ultimo-rei-da-escocia-afdt.html
true
6515622641582720076
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMENDADO PARA VOCÊ LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy