Bakunin Viver a Utopia (AFCS-vk)

Liberdade em vez de Estado. Bakunin rejeitou toda forma de governo e questionou toda e qualquer forma de legitimidade dos mesmos, porqu...

Liberdade em vez de Estado.

bk

Bakunin rejeitou toda forma de governo e questionou toda e qualquer forma de legitimidade dos mesmos, porque não acreditava em uma autoridade externa, viesse ela de origem divina, caso das monarquias ou do voto. Bakunin dizia:
“A liberdade do homem consiste tão somente nisso, de que ele obedeça as leis da natureza, as quais ele próprio reconhece como tais – não porque lhe foram impostas externamente por qualquer vontade, seja humana ou divina, coletiva ou individual”.
Mikhail Aleksandrovitch Bakunin, nasceu no dia 30 de maio de 1814 na cidade de Premukhimo, província de Tver e faleceu em 1 de julho de em Berna, na Suíça.
Filho de um proprietário de terras começou a estudar a filosofia hegeliana em 1837. Em 1840 inicia o curso de filosofia na Universidade de Berlim, onde logo começou sua atividade política, criticando a filosofia especulativa preferindo a teoria da ação política.
De 1843 a 1848 viajou pela Europa, em Paris acabou conhecendo Karl Marx e Proudhon. Participou do Congresso Eslavo e tinha em mente o Pan-eslavismo no mesmo ano participou da Revolução Proletária em Paris.
Em 1849, preso e condenado a morte por uma insurreição em Dresden, teve a pena anulada e foi entregue ao governo russo, ficando preso em São Petersburgo e depois exilado na Sibéria, de onde acabou fugindo para o Japão e depois se fixou na Suíça.
Por volta de 1863 tentou montar uma campanha em prol do anarquismo para irem a Polônia, mas não obteve nada. No ano de 1868 fundou a Aliança Internacional da Democracia Social, que queria fazer a união com a Associação Internacional de Trabalhadores, no qual disputou a liderança dessa última com Karl Marx, mas em 1872 acabaram se desentendendo no Congresso de Haia.
O pensamento de Bakunin está atrelado a conceitos diversos, mas inter relacionados como:
  • Liberdade,
  • Socialismo,
  • Federalismo.
  • Ateísmo.
  • Materialismo.
Isso o levou a criticar o Marxismo, prevendo que ao chegarem ao poder, eles iriam criar um novo tipo de ditadura, a ditadura do partido, que seria uma falsa expressão da vontade popular.
Quanto ao Marxismo dizia:
“Eles defendem que nada além de uma ditadura – ditadura deles é claro- pode criar desejos nas pessoas, enquanto nossa resposta é: - Nenhuma ditadura pode ter qualquer outro objetivo para além de sua autoperpetuação no poder o que leva a escravidão o povo que a tolera. A liberdade só pode ser criada através da liberdade, isto é, por uma rebelião universal por parte de todos e a organização livre dos milhares de trabalhadores, vindo de baixo para cima”.
A partir de 1870, acaba influenciando o proletário e atraindo mais pessoas, e nesse mesmo período começa a criticar o comunismo. O fracasso da Comuna de Paris leva as duas tendências a uma briga que a cada ano se agrava, até que, em 1876, a Associação Internacional dos Trabalhadores encerra suas atividades.
Na obra de 1872, Bakunin faz oposição a Comte, pois identifica a fonte de todo problema na centralização da autoridade e do Estado, pois acabam por criar um obstáculo ao desenvolvimento das pessoas e das Nações, a paz e a realidade devem estar diante das coisas para realização do homem. Deixando claro que para ele a verdadeira revolução vem do campo.
Entendia a liberdade não como conceito abstrato, mas simétrica, concreta, levando a um desenvolvimento pleno de todas as faculdades do homem. Essa ideia o levou a rejeitar e a bater de frente com as ideias da “Ditadura do Proletariado”, porque acreditava que toda revolução deve ser liderada pelo povo e não por alguns poucos, o estado deveria ser abolido, porque todo governo tende a ser opressor.
Depois desse rompimento Bakunin passa a planejar a construção de uma associação para unir os anarquistas de todos os países. Acaba criando grupos anarquistas em vários países, mas movimentos políticos mais realistas acabaram por encobrir o seu grupo.
Apesar de desejarem o mesmo fim, Marxistas e Anarquistas, discordam em como chegar ao fim da jornada. O primeiro grupo acredita em um estado ‘pai de todos’, enquanto o segundo prega a ausência total do estado e suas organizações hierárquicas, burocráticas e suas classes sociais estratificadas.
Após sua morte o seu pensamento quase caiu no esquecimento, só em 1960 voltou a ser lembrado na Europa por causa de movimentos de contestação política e social.
Obras:
  • A Reação na Alemanha (Die Reaktion in Deutschland) – 1842
  • Federalismo, Socialismo e Antiteologia – 1872
  • Staat und Anarchie (Estado e Anarquia) – 1873
O documentário de 1997, produzido pela TVE e dirigido por Juan Gamero, no qual se descreve a experiência anarcossindicalista e anarco-comunista vivida na Espanha que transformou radicalmente as estruturas da sociedade em amplas zonas organizadas pela frente republicana - evento denominado de Revolução Espanhola, durante a Guerra Civil Espanhola (1936-39).
São30 entrevistas com sobreviventes anarquistas da Revolução Espanhola, cujo testemunho mostra o trabalho construtivo da Revolução Social e os antecedentes históricos do movimento libertário espanhol. Esse trabalho construtivo significou, segundo o documentário, a organização de coletividades agrícolas, em torno de 7 milhões de camponeses, 3.000 fábricas e empresas coletivamente autogestionadas nas cidades, a união de 150.000 milicianos anarquistas contra o fascismo, assim como as atividades culturais e o movimento "Mujeres Libres", de mulheres contra o patriarcado.


Nossa Avaliação : 4.5



Dirigido por Juan A. Gamero
Elenco
Federico Arcos
Juan Giménez Arenas,
Duração: 95min

IMDb [lock] [/lock]
Produto Indisponivel

COMMENTS

Nome

ação,24,animação,1,arte,110,arte visual,35,Artistas,13,aventura,25,Berlim,6,Biografia,81,Cannes,7,CerimoniadoOscar,10,Cidadania,10,clássico,33,comédia,26,comportamento,7,culturapop,23,Desenhistas,17,Diretores,10,documentario,5,drama,142,Ecologia,1,Editorial,9,escritores,29,esporte,9,Festivais,7,ficção científica,9,Filme Estrangeiro,8,filmes,241,filosofos,6,Fotografia,10,Games,4,Gramado,16,guerra,11,light,19,livros,1,Melhor Ator,23,Melhor Ator Coadjuvante,27,Melhor Atriz,32,Melhor Atriz Coadjuvante,20,Melhor Diretor,39,Melhor Roteiro Adaptado,26,Melhor Roteiro Original,21,Montreal,11,musical,13,nacional,15,Oscar,131,Polêmicos,12,policial,29,Política,4,Poster,8,Premiados,178,romance,12,roteiristas,2,Sán Sebastian,5,saude,3,Signos,1,sociedade,2,Sundance,3,suspense,11,terror,3,TOP 100,35,Veneza,8,western,6,
ltr
item
CultSpot - Magazine Digital: Bakunin Viver a Utopia (AFCS-vk)
Bakunin Viver a Utopia (AFCS-vk)
https://4.bp.blogspot.com/-sO4dfi8L22s/WJZbaDc8t9I/AAAAAAAAMRE/8XAZ8lhYCRYvG_6GtsoOS-oHBHRKVxaUQCLcB/s1600/Mikhail_Bakunin-min.jpg
https://4.bp.blogspot.com/-sO4dfi8L22s/WJZbaDc8t9I/AAAAAAAAMRE/8XAZ8lhYCRYvG_6GtsoOS-oHBHRKVxaUQCLcB/s72-c/Mikhail_Bakunin-min.jpg
CultSpot - Magazine Digital
https://www.cultspot.net/2017/02/bakunin-viver-utopia.html
https://www.cultspot.net/
https://www.cultspot.net/
https://www.cultspot.net/2017/02/bakunin-viver-utopia.html
true
6515622641582720076
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMENDADO PARA VOCÊ LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy